Terça-feira, 21 de Dezembro de 2004

Fado amarelo

Tenho qualquer coisa para te por lá dentro
tenho rodelas brilhantes nucleares ao som
da janela meio fodida aos buracos
ranho sideral, mocinhas cintilantes
acoplantes, estonteantes
que me entram por alí a dentro.

E tenho qualquer coisa para te por lá dentro
com tanta luz, ao som da rodela
bombinhas pouco lúcidas
passam o dia a bailar
os átomos a protestar
a beber, todos bêbados, com cocktails assustados
uns deixam as mulheres em casa
com os ossos desencaixados
e peitos destroçados
e não têm vida social.

Pasta de dentes, todo o dia na sifilis sem companhia
mexem o cú, a cabeça a cadeira e o péroné
a bailar, passam o dia a bailar
todo o dia.

Bebendo, passam o dia bebendo
tanta cocáina acostumada a andar de bus
têm os pés em formato de mercego
de corpo fumados, género lagartos
aiiiiiiiiii!
E não têm vida social!

O meu amor é a coca-cola
e perco o sentido quando bebia com a palhinça
celestial a coçar-me o céu
até ao final
não havia mais e melhor no mundo
como tu.

O amor da cola
e cora, cada dia mais
e perco o sentido,
quando me entra assim,
sinto o saquinho ao puxar.
Quando nos vamos amar até ao final.

E sinto o sol a entrar-me
oh sim
pela janelinha pelos buraquinhos
nesta merda de pés frios
e cataratas e coisinhas ardentes
tu já o sabes: a cegueira... é assim!

O negro olha-me
os seus olhos fazem-me pensar
umas gajas do tunning
e faz vento
se calhar é melhor esquecer.

E eu fico aqui em parco control
detrás dos marujos tenho calor
o titanic é grande
a sua sombra persegue-me
ajuda-me!
Estou perdido, e tenho cancro disso
Ajuda-me!

A chuva fez-se maior,
e já quer mais
e dá mais
e molha o mesmo.

Coração de melão em formatos de papel
de amor e de som
e manda germes cá para baixo
e deve saber ser
para não ser de mais ninguém
fodinhas do underground
e tens que te saber por controles
na pila, e deixares-te ser um vazio
sem coleira doméstica
e servires-te de segundas oportunidades
por isso és uma merda
por isso és uma cabra sexy
por isso volta a por discotecas nos cornos.

O meu coração sobe com o conhecimento que tive
dos esquilinhos que dizem palavras softes, plasmatron
descuidados lábios hornys que vêm
e sobem a cabana do velho bêbado
pega na susy e come-lhe o fado
vem daí nem mais um segundo
tanto self-control
retardado o control da toxina cheia de fantasmas
com vodka, eu não tenho nada a dizer
e eu sei que uma cabra do coração é apenas uma bitch on
por isso vai ao chão limpa essa escroteira
só te quero levar ao beicinho do pai natal
que soa bem
e andar de canoa
e deixar-te em cautions da névoa do preciso momento
que lhe vais á partitura.

Não, não pretendas ter a razão
não me venhas pedir confusão
não me digas que foi um erro
Enfim!
De que serve um futuro ideal
construido em merda de barro
ilegal!
Ou um passado estupido
a falar mal do presente!

E eu defendo-me atacando-te ati
e não me atrevo a surprender-me com "sims"
retorcendo fodas tentadas com asas de magia de putinha
é que já não posso
já não há bruxinha do peter pan
transparente com uma nova traição
por fim, os décibeis são apenas digitos
são binários desse deus, anfibio da cornadura
sem algum valor
e eu retorço palavras de amor
a gelar de dor!

E eu surprendo-me dizendo que sim.
E eu acordo
e o nosso crime é ter-te na cabeça
e putas na cabeça
e ecstasy de vida
e vida guitarra cerveja
e punheta
e esperma ye-ye, que te vêm encher o dia
vamos ver o amanhâ
vamos ver o amanhâ.

Eu acordo, a minha cabeça sofre outra vez
eu detesto aquela bebida
aquela osmoze
a droga...
Vamos ver no amanhâ.
Eu ouvi dizer um som
um som de mais uma vez
e desta vez
nessa vez
mais uma vez
vamos celebrar
vamos celebrar.
Eu rastejo com o meu corpo pesado, a minha penicilina que detesto
merda potente!

E passam dias
e acordo e disparo
e mato duas putas
têm dinheito
e mato duas velhas
pelo sorriso enfeitiçado
e passeio à sombra
no sonho de pequenos crianças diabo
pérfidas
durmam mais, comam mais
o fashion é moda
é fúria molla, é a putez fachista
sinto-me maior no escuro
dizei delas que o stevie come depressa
e é pervertido
e come ciranças no escuro.

Finalmente disparo nos jovens,
e roubo-lhes a alma estupida
e corro por aí.
Furiosas tentações do escuro dark.
A ultima vez que te comi, os pequenos bébés
vieram voar-te no umbigo.

Uh-uh
uh-uh

O que a mim não é
ati é SIDA
é que não me gosta perder os papéis
e que as mentiras e traições, mentiras, promessas vazias
e mil estupidezes
porque é que me vou conformar
senão preciso disso?

A arte de foder o próximo
de forma natural.
A ciência do perfeito anormal.
Sem sentir-me mal!

Porque sei que é dificel
com fantasmas de ofício
de coma
um maldito exercício
para os reformados da publica
e choro, eles não
o que me impede por dor
o que quiz ser...
Sem pedir perdão!

Oh-oh
ele vem aí com o seu pistolão
é um conão é um conão
cantam elas
putas sabinas
embróglios panelas
mete cá para dentro
come a sopa
estupida do caralho
enjoa o menino jesus
vais arder com puz
cruz cruz cruz - subliminar atentado da linguajaria.
Oh sim!

publicado por Bisbilhoteiro às 13:00
link do post | comentar | favorito
|

.PodCast




.pesquisar na Vaca

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Katya Da Bimba

. Dicionário Japonês

. Blowtime

. Conversas com o Doctor Ho...

. Passion Pit: Manners

. Um asno sem sentido único...

. Relembrar a PAM#7

. Relembrar a PAM#6

. Relembrar a PAM#5

. Relembrar a PAM#4

. Youtube fuck off

. Relembrar a PAM#3

. A Vaca é Moral

. Conversas com o Doctor Ho...

. Paulo Pedroso chupa-me o ...

. FC PORCO é campeãum...

. História com continuação

. Ryu paneleira da praça

. Roisin Murphy para vocês ...

. Satanás Loves Padre Pedóf...

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.Rádio FLAMA ETERNA

http://84.90.106.32:8000

.Translation

.Meter

eXTReMe Tracker

.Cena

blogs SAPO

.subscrever feeds