Terça-feira, 11 de Maio de 2004

Funeral do Sr Almiro

Entrei no hospital a correr.

Ofegante, completamente despenteado e com o cansaço estampado na cara, deparo-me com uma pequena sala repleta de doentes e aleijados.

As lamúrias e gemidos criam um ambiente constrangedor naquele cubiculo abafado e mal iluminado.

Eram 17H39 e o anoitecer já pesava no céu.

Atravesso rapidamente a sala e deixo para trás aquela atmosfera húmida e constipada.
Passo o corredor, entro no elevador lá ao fundo e subo ao 4º piso. Procuro pelo quarto 4-A e já estou atrasado: os 15 minutos que me restam para ver a minha mãe hoje no horário das visitas esgotam-se velozmente.

"4-A cama 114..." repito-me constantemente. Ando às voltas sem o encontrar.
Avisto uma enfermeira, que passa apressada mas prontamente me indica o caminho.

"Cá está! já por aqui tinha passado..."
Entro e dirijo-me à cama 114. Está um aglomerado de gente em volta da minha mãe!
Pula-me o coraçao! Temo que algo de grave lhe tenha acontecido.

Acerco-me do local mas não reconheço ninguém. Furo entre as pessoas que, algo incomodadas se afastam para me dar passagem. Olho o rosto do doente e não é a minha mãe!!

Deitado naquela cama junto da janela está um homem pálido e de poucos cabelos. Um fino tubo de souro entra-lhe pena narina, e um outro liga-lhe o braço direito a uma máquina.

Fala com dificuldade para as pessoas que o rodeiam. Incrédulo, escuto algumas palavras:
"...a irmã Júlia coitadita, também não está muito bem. É aquele problema nos ossos... mas é assim meus filhos.. sinto que chegou a minha hora..."

"Oh! Não diga isso tio! Por favor, não seja pessimista! Se nunca o foi até agora..."
"Pois vô Almiro! Vai ver que melhora depressa!"

E no meio das vozes de desagrado, o velhote vira-se para mim e larga um sorriso...

Uma senhora de meia idade cai nos meus ombros a chorar.

Um clima de consternação apodera-se do local. Vejo caras enjoadas, e um crescendo de coluços de murmúrios penetram-me os ouvidos.

Até um anterior bip bip bip... se tornou num biiiiiiip constante.

publicado por Bisbilhoteiro às 00:52
link do post | comentar | favorito
|

.PodCast




.pesquisar na Vaca

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Katya Da Bimba

. Dicionário Japonês

. Blowtime

. Conversas com o Doctor Ho...

. Passion Pit: Manners

. Um asno sem sentido único...

. Relembrar a PAM#7

. Relembrar a PAM#6

. Relembrar a PAM#5

. Relembrar a PAM#4

. Youtube fuck off

. Relembrar a PAM#3

. A Vaca é Moral

. Conversas com o Doctor Ho...

. Paulo Pedroso chupa-me o ...

. FC PORCO é campeãum...

. História com continuação

. Ryu paneleira da praça

. Roisin Murphy para vocês ...

. Satanás Loves Padre Pedóf...

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.Rádio FLAMA ETERNA

http://84.90.106.32:8000

.Translation

.Meter

eXTReMe Tracker

.Cena

blogs SAPO

.subscrever feeds