Domingo, 28 de Dezembro de 2003

A história que o Rui vos conta........

Óscar... o jogador de futebol.



A história que vos vou confiar a seguir, é apenas mais uma história... uma das muitas que ao longo das nossas vidas vamos criando, imaginando, ouvindo, ou quem sabe, inclusive vivendo, nem que seja nos anais da fantasia. Esta distingue-se das demais por diversos motivos, mas sobretudo porque vos peço, a “ti” e a cada um de vós [leitores/as] que no final de absorverem estas ignóbeis linhas, abarrotadas pela imensa sopa de letras, deixem recair a vossa mente em estado de cogitação e partam para universos de reflexão ainda não explorados por vós, mundanos.
Mas adiante... que ainda não comecei a narrativa.



Óscar era um jovem atleta, mais estritamente um entusiástico jogador de futebol. Era-o desde que possuía aquelas fortes e vigorosas pernas, aquele atlético e destemido tronco, aqueles ágeis e morenos braços, enfim... desde que se lembrara e desde que existira, ele dedicara-se exclusivamente à prática do “desporto rei”, o futebol.
A sua vida tinha sido recriada em função deste desporto, jogava numa equipe profissional, o Benfica. De águia ao peito, camisa encarnada e calção branco, corria pelos flancos do quadrilátero em busca do esférico, para a assistência perfeita ou quiçá o golo almejado.
Óscar tinha sido concebido e treinado para ser o melhor, o mais audacioso, o mais ousado, intrépido e veloz jogador de futebol que alguma vez existira. O testemunho deste atleta utópico estava assente nas chuteiras nº 42 [adidas Predator] que calçava antes de cada desafio. Inspiravam-lhe confiança e era patrocinado desde à muito por este gigante multinacional de acessórios desportivos.
Este aspirante a “Ronaldo” lusitano, tinha um senão... não era avançado, jogava como defesa esquerdo. No entanto marcava em média 1 golo por cada jogo que realizava, o que é, independentemente dos críticos desportivos, um invejável pro-médio.



Certo dia, Óscar enquanto realizava mais um treino com os seus colegas de equipa, reparou que desde há muito tempo apenas se dedicava a esta actividade. Não tinha uma vida social, pessoal, ou familiar, para além do que o futebol lhe proporcionava. A fama, o dinheiro e o futebol, não seriam certamente tudo o que a vida lhe poderia oferecer. Outras coisas haveriam para descobrir, pensou ele.
Após esta reflexão, deteve um pouco a sua marcha, até ficar completamente imobilizado no relvado, olhou em redor e sentiu uma enorme angustia por nunca ter jogado como avançado, ou central... pois desde há muito que não saía desta mesma posição. O treinador sempre lhe dissera que ele era o melhor como defesa esquerdo, e que nesta posição trazia mais benefícios para a equipa. Contudo, naquele preciso momento sentia que mesmo dentro do universo do futebol, ainda havia muito por descobrir.
Enquanto pensava sobre estes detalhes da sua mundana vida, relançou o olhar sobre o seu corpo e reparou no fenómeno mais abrupto que jamais testemunhara... Gritou como nunca: “um ferro atravessa-me o corpo!!!”; “Socorro! Um ferro perfura-me o corpo...”
Foi assim, que Óscar, o jogador de futebol, descobriu que não passava de um mero matraquilho... será que tu também o és?



Bem vou jogar Wining Eleven 7 [PS2], ver se marco um “golão” com o Óscar...

publicado por Bisbilhoteiro às 03:22
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Xol a 28 de Dezembro de 2003 às 03:32
Rui Costa?


Comentar post

.PodCast




.pesquisar na Vaca

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Katya Da Bimba

. Dicionário Japonês

. Blowtime

. Conversas com o Doctor Ho...

. Passion Pit: Manners

. Um asno sem sentido único...

. Relembrar a PAM#7

. Relembrar a PAM#6

. Relembrar a PAM#5

. Relembrar a PAM#4

. Youtube fuck off

. Relembrar a PAM#3

. A Vaca é Moral

. Conversas com o Doctor Ho...

. Paulo Pedroso chupa-me o ...

. FC PORCO é campeãum...

. História com continuação

. Ryu paneleira da praça

. Roisin Murphy para vocês ...

. Satanás Loves Padre Pedóf...

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.Rádio FLAMA ETERNA

http://84.90.106.32:8000

.Translation

.Meter

eXTReMe Tracker

.Cena

blogs SAPO

.subscrever feeds