Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Um conto infantil com cenas de sexo anal com uma surda

Ela tinha uns dentes grandes, e cabelo engrenhado,

 parecia uma cona presa em jeans que lhe apertavam

o porte simétrico em rodelas e jantes. Em estilo micromachines,

mas com um toque de meninice.

Apanhei-a e disse-lhe ao de leve, coisas que a transformaram

logo ali numa ganda puta.

 

Ela escreveu o nome num papel, .

Ela escreveu Raquel.

Raquel a braza que papei em cima da mesa,

raquel mama tudo que é uma alegria.

Raquel granda puta cheia de energia.

Raquel tinha uns lábios rosados, e cheirava a foda,

veste-te - escrevi-lhe num papel. Como caralho se fala surdo?

Andei 7 anos a comer daquela cona, a comer daquele cú,

raquel a elástica senhora que de mim, só devorou,

agora podes ir abençoar caralhos mais novos.

 

Raquel rosada, com lábios rosados, surda, dei-lhe um orgasmo,

ela guinchava com vogais anasaladas, tive que lhe tapar a boca,

veste-te estava no papel.... Eu fodo o futuro do mundo, primeiro meti-lhe o caralho

na cona, ela estava a pedi-las, era tudo elástico, fixe fixe,

e depois por trás, onde lhe fiquei

a apregoar os avés marias do leitinho, e a grande vaca lá se cagou,

dum branco puro envestido com gazes.

 

Bufinha!

Raquel Peida-se para mim!

 

Raquel leva bem na cona rosada, mas a esporra fica-lhe atrás!

Raquel regozija!

Raquel raquel, ó raquel!

 

Ela guinchava, parecia um guindaste a virar, sem óleo, em treques,

raquel tinha 11 anos,

raquel era ilegal,

raquel tinha uma psicóloga da escola,

a carmen,

raquel comentara por papelinhos com uma colega

que a carmen dissera que mexer no topo da paxaxa era muito bom,

eu tinha apanhado do chão o papel da surda

não perdera tempo,

raquel era uma pita desencantada,

foi só por-lhe a glande na mão,

e ela escreveu-me a vermelho: adoro cheiro de pila

raquel predada,

raquel fodida,

raquel devolvida à sua sociedade.

 

Raquel é agora uma senhora,

com cú e cona abençoada.

 

 7 anos a foder este tesouro.


publicado por Bisbilhoteiro às 11:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Março de 2008

E no entanto ele move-se

e como ser espacial que é

com um mundo sebáceo que cheira-lhe mal,

ele vai à rua, miserável, sentido-se importunado por tudo e nada..

 

é e poderá bem ser, a primeira vez que vai comprar nestum.

 

Ele olha para trás, e pensa num videoclip animado,

documentário visual gráfico que pestaneja via lóbulo.

 

A vidinha de caos, está a um clique na porta.

 

Flash gordon corre para uma linha de luz existente,

sempre haverão muitas linhas,

ele reage com forçada naturalidade,

preparar os bons dias e os boas tardes,

aos dejectos com pernas.

 

Go flash go


publicado por Bisbilhoteiro às 18:32
link do post | comentar | favorito
|

now, bring me some tea, guru-san

now, bring me some tea, guru-san (a lyric para atrasados mentais)


eu sei que os vírus que te espalho na cara
são mais caros do que o tempo que perdi a traduzir
a novel de conexões para o encontro com os falhados
foi apenas um erro, eu sei, e peço desculpa
onde posso procurar gente de verdade?


A gente paga pistolas estáticas que disparão
bolhinhas às cabeças dos retardados e aranhas ao peito
sobre as massas e raparigas justamente finas
até amanhã, sem conotações com sonhos doces,
para amanhâ não vou comprar mantimentos
vou agarrar-me com força de cadeado,
e morrer à fome se me conseguires apanhar
a cauda eu prometo que nunca mais roubarei
mesmo que pretensamente eu roube percepções e sensações,
e qual a piada de cenas não assinaladas e nunca terminadas
fricções megalomaniacas, baixadas, ensaboadas, afogadas
se me pagares eu serei um fingido amigo do papa
um punidor da sua capa branca, e por baixo
de telemovel na mão farei filmes de pénis murchos
que mamam o mundo inteiro, e corro pelo mundo,
abalroando aos gritos, com questões sinceras mas ineficazes
que picam como abelhas ao lado,

Nada mais de mentiras para misérias de alucinados
mas com anões metem no cú pequenos fingers de potes de joias
candeeiros velas, que podiam ser velas e mordem
e musica que sai pelas janelas
e eu mordo-te como uma estupida estatua,
e não nem penses sem essa energia que te conota ao parvo do Lenin,
ele ardeu, e foi a cheirar mal para o irão fantasma de lojinhas de exterminação,
eu mantenho as oportunidades de me apanhares,
pelo teu país eu não mordo, mas eu não sou luz
para tu me dares o que esperas,
som de bébés à volta à volta de mim,
e mais do que tu imaginas, à volta volta de mim,
quero tudo em cima da mesa.~

 

Ele doi doi, tanto mais que não está feito

e tu não rolas para cima de mim

guitarras melódicas de meninos independentes com fundos dos papás

e camisolas da independent e gorros fáceis de dentes brancos,

pisam paineis solares, e engravidam miúdas gruppies de larvas nada,

e tudo o que te vendem é secadores treinadores de simples prazeres,

e jogos falados com russos na cabeça ao ping pong de fotos que saiem nos phones,

por favor não me digam que sabes dizer "tu tu tu" como numa banda de norton,

quero percerber, mas não quero entender,

quero entender, mas depois de esmagar este sítio,

nunca mais serei afugado para a imensidão desse significado,

merda para os empregados, que não sabem ler as noções de bomba iranianas,

ao som de indie muito mais.

e tanta têta na televisão onde não mesclas isso

um prato de mamas, afagador preso ao seu cú de foca

que come e masca pastilhas que não se vão embora

e cheiro os a merda dos fluidos dos parques na holanda onde se fode de graça,

e gostam da mariajuana e o relógio explode quando cresce,

mamíferos com medo, e que matêm uma boa alientação tudo com donuts e merdas assim.


publicado por Bisbilhoteiro às 18:24
link do post | comentar | favorito
|

Conversa da treta no Méséne

José Mourinho says:

olha tas na net?

VACA says:

nao

VACA says:

estou a pensar ir em comprar o paum

keres ir por mim?


publicado por Bisbilhoteiro às 18:03
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Março de 2008

The sun is a old friend

Momentos reguláveis e declináveis,
pessoas de alguém com dono,
ela demonstra que a minha fome tem significado,
sihuetas que te servem nas descidas das colinas
e repele-me e contorna-me, prejudicado fico,
e no adeus haverá sempre uma mesa cheia para ti
mas do que resta e do meu amor próprio digesto,
fico eterno diário frenético saltando os dias,
e tu sabes que a rua é o ar que mal me conhece.
Sempre de alguém, dum porta-chaves preso ao pulmão.
Pessoas brincos, pessoas pés-de-oficina em suor
e bafo cheiro a negro gasolina
pós-modernos livros empilhados numa audiencia que bate palmas,
delegados ao brilho do sol,
indiezinhos e wannabe-puta-electro-de-shortinho
Somos de tudo.

publicado por Bisbilhoteiro às 18:42
link do post | comentar | favorito
|

.PodCast




.pesquisar na Vaca

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Katya Da Bimba

. Dicionário Japonês

. Blowtime

. Conversas com o Doctor Ho...

. Passion Pit: Manners

. Um asno sem sentido único...

. Relembrar a PAM#7

. Relembrar a PAM#6

. Relembrar a PAM#5

. Relembrar a PAM#4

. Youtube fuck off

. Relembrar a PAM#3

. A Vaca é Moral

. Conversas com o Doctor Ho...

. Paulo Pedroso chupa-me o ...

. FC PORCO é campeãum...

. História com continuação

. Ryu paneleira da praça

. Roisin Murphy para vocês ...

. Satanás Loves Padre Pedóf...

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.Rádio FLAMA ETERNA

http://84.90.106.32:8000

.Translation

.Meter

eXTReMe Tracker

.Cena

SAPO Blogs

.subscrever feeds