Quinta-feira, 31 de Agosto de 2006

Executar a função respiratória

Quanto faz um software dentro do seu ovni?
revolvendo um ozono parido,
tens um planeta deserto?
Robot deficiente,
que brinca com gente mole,
olham as estrelas de ponto acente,
um electrodoméstico reprogramável,
chassis de ferro desumidificador amigo da alma fraca.

Fodendo contudo o que foi feito, só em paz nas memórias de casa,
ele tem tudo o que lhe vem à cara, e não teme os passos,
desse guia da misericórdia, dois dias de perdão,
através dos destemidos gritos que ficam para ver.

Isto é ridiculo, tu poderias ser meu amigo, mas tu és maluco,
tu poderias estar mais perto do que estás,
até dares o teu melhor calado,
entre o tempo do adeus,
um passo para lá.

Imagina que hoje o coração não vai trabalhar
sem solução apanho o "caminhão"
e de uma humanida universal,
ele veio e agora já não quero.



Deixa-me ver as confianças que te traiem,
em rúinas que te atingem,
deverias pontificar-te de cinco em cinco euros,
isto de cantar músicas do amor,
e estar em sítios que não te lembras,
e não podes ir.

Dentes afiados de fome cheia,
dois anjos caídos, sem conduta hippie,
e não são o menino jesus,
parados em linha,
na linha de fogo
no meio das guerras,
esperam para ver o amor das crianças
doentes em todo o lado,
e ningúém puxa o gatilho.

Amor amor amor,
sem riscos sem rasgos,
vá lá voyeur,
cortem homens com medo
para soar na trip da foda.

E fecho abro fecho abro coisas,
hoje ouvi choques parafraseados débeis que nem olhados a vigor,
de boca frase orgânica alienada,
em graves afectos linguisticos temporais
como se só tivesse significado em orgasmos herméticos do próprio ser,
numa discoteca de batidas graves que não tenho.

Oh inércia propício à saúde,
oh senhora puta das orações adverbiais,
impaciente; devasso,
violento; tonto
agitado; morto
exaltado; doente
delirante.
Pode ser.

Pita menina sem avental da mãe,
bolachas maria a menos,
leite magro a mais,
sempre em hiperventilação por baixo,
agora sabia a verdade e decidiu-se,
um monte de ciúmes apontaram a direcção
e resistiu o choro do céu,
na rua vazia um carro ideal,
e sem luzes,
um golpe certeiro
e tudo acabou de repente,
ela não quiz nem olhar, nunca daria volta atrás,
e gritou para dentro das letras.
Catraia lá de cima,
não busques pão podre,
despedidas de vogais na dispensa do nada,
e sem explicar, a catraia mascota,
deu-me um beijo a brincar,
catraia cimeira foge no rio dos montes,
que são barreiras fáceis à realidade,
do desencanto.



Paráfrase rídicula faz-me questionar um pouco quase nada,
disto de ser para ter,
é fácil basta pelejar do arcabouço para a dois pares de pernas,
e andar por cima,
não merecem os porcos da vida dada.

Andar por cima,
camélias do campo,
a manifestar-se
e colher o estar impregnado do sorriso.

Rir.

publicado por Bisbilhoteiro às 03:08
link do post | comentar | favorito
|

.PodCast




.pesquisar na Vaca

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Katya Da Bimba

. Dicionário Japonês

. Blowtime

. Conversas com o Doctor Ho...

. Passion Pit: Manners

. Um asno sem sentido único...

. Relembrar a PAM#7

. Relembrar a PAM#6

. Relembrar a PAM#5

. Relembrar a PAM#4

. Youtube fuck off

. Relembrar a PAM#3

. A Vaca é Moral

. Conversas com o Doctor Ho...

. Paulo Pedroso chupa-me o ...

. FC PORCO é campeãum...

. História com continuação

. Ryu paneleira da praça

. Roisin Murphy para vocês ...

. Satanás Loves Padre Pedóf...

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.Rádio FLAMA ETERNA

http://84.90.106.32:8000

.Translation

.Meter

eXTReMe Tracker

.Cena

blogs SAPO

.subscrever feeds