Quinta-feira, 11 de Agosto de 2005

Prosa protaíca

Ráticida pó dum cabrão
as pessoas dão colheres aos babys
empalhados que jazem de dor do colhão
pernas dentro da boca do tubarão
dentes afidos que te comem sempre
e nunca ganhas nada.

No outro dia acordei com um pesadelo nos cornos
sabeu-me bem
acordei suado
porco amarrado
a um colchão descuidado
vivo endiabrado acorrentado
degolado com asinhas vis
voo para marte
e bato sempre com os cornos
numa intempérie dum cabrão.

Se me olhares para dentro
vais ver a lua
um deserto
e muita água em bolinhas
gelo frio
irritado com tudo
e ácaros mil
todos a cortarem-me os testiculos
como pequenas facas ensanguentadas
já me perdi em experiências
colocar cada ser desses
em pequenas garrafas
e esperar.

Destemidos desejos
dos pés aos cabelos
mas quem ganha mais
são sempre os pés descalços
as gripes, a cortesia dum suor ateu
são melhores os meus espirros
molhar-te a merda de cara com um esfincter
poluído de polvora de espirros
e contagiar a tua relva
pisar-te
deixar-te marcas em padrão nas costas
privar-te da base
nunca mais vais por essas asas a voar
e depois rio-me
num rio de cocaína branco
mas mais branco ainda
tudo a andar e eu parado, a arfar.

Os junkies quando me vêm
eu não lhes falo
ficam danados
e vão procurar em corrida
isqueiros para arder
e passam por mim
a correr, sempre a correr
egos despedaçados
da minha causa injusta que me fazem saber
que são dum tal ego
vão-se foder
tudo com muito sangue a esvanecer.

Bate-me
bate-me apenas
e manda-me tiojolos novos
quero uma casa com marquesa
na frontal do meu buraco cabrão
literatura efémera com cores
e rebanhos de almiscarados
tudo a condizer
furunculos mil
perninhas do bolor com vida
a mexer,
abre-me a vida
deixa-me ver
quero tentar entijolar com tesão
esse espaço cabrão
com vista para as estrelas
quero uma tesão no caralho
para que me coce esse buraco no cérebro
crâneo astral
olhos em cima
mas mais acima dum profundo negro
quero essa tesão a cortar-me todo
e foder-me os cornos
num acto pleno de auto-conformismo
eu quero matar-me com tesão.

Sou uma versão menos estragada
com pequenas doses de paixão
e lavao-me todos os dias
com liquidos para os cabelos
que sofregamente deslizo para tudo
é só perguntar aos senhores pintelhos
quero assoar-me às sanitas
colidir em demasia com irmâs
meter-lhes as mãos
e às suas putas irmâs pitas
foder-lhes o dinheiro
vende-las ao desbarato
morrer um pouco
em cima dum cagalhão fétido desse deus
ou duma estátua parecida
daquelas dos tribunais
com balança vazia
para encher com boas valentes cagadas
meninas amestradas venham aqui
para vos cuspir boas verdades.

publicado por Bisbilhoteiro às 18:23
link do post | comentar | favorito

Notícias do mundo "frô"

"hoje mulher compra embalagem de pensos higienicos, depois do intervalo veja a reportagem"

ainda me lembro que quando o obelix suspirava existencialmente pela sua bela falbala que nunc apoderia papar por questões de fisico até romanos caiam das arvores.

Dezasseis iraquianos foram mortos hoje, entre os quais um oficial dos serviços secretos do ministério da Defesa e numerosos civis, em ataques levados a cabo em vários pontos do Iraque, havendo também notícia de uma série de raptos. Raptos cheios de mistério e sangue, com tumultuosos cortes fantásticos a mutilarem os orgãos sexuais das vitimas.

Senhoras distintas que vendem flores à mais de 30 anos começam a perder lucros devido ao negócio do "Quer frô".

publicado por Bisbilhoteiro às 18:22
link do post | comentar | favorito

História para dormir para monhés

massagens feitas por monhés da cia erradicados do país das droga, todos com dildos felinianos enfeitados com tons rosa
"com luz e tudo" - em pequenos barracões com falhas no tecto por onde entra luz que queima, e vinho, muito vinho, com gajas a gritar, e a doutora sempre munida dum grande termostato
E até as mulheres já são metidas ao barulho com o lesbianismo a entrar nos guiões nacionais. E monhés a fazer parte do cenário.

o padmé era um monhé com classe, pena a esmegma dele estar sempre lá no meio do prepucio, os outros monhés do bairro aprenderam cedo, a fazer sopa de esmegma: era simples, retiravam com colheres de chá, a esmegma entalada entre o prepucio e a glande e acumulavam-na numa pequena panela.

Se a homossexualidade é agora mais explorada que no passado, isso deve-se, na opinião de João Matos, ao facto de “Portugal estar a sair do armário.” E depois cola-se bem a esmegma ao pincel e fazem-se pequenos quadros para adultos, que custam nicles.

a melhor esmegma é aquela com bolor, os monhés ou pessoal das obras, com pés sujos.
Em ‘Morangos com Açúcar’ também se optou por não aprofundar muito a coisa e tudo acabou por se limitar a uma paixão não correspondida de Liliana por Ana Luísa
el rei don sebastion maricon foi ter com os monhés, piu
Em ‘Ninguém Como Tu’, João é rejeitado por um bailarino para mais tarde se vir a envolver com um engenheiro civil, algo que escapa ao retrato comum que costuma ser feito do homossexual. O autor assume a tentativa de fugir ao estereótipo comum:

ker flô?
O meu marido é gay, mas não deixo de ser feliz, porque sendo ele homo não é fanático e temos relações duas vezes por mês. E sabe acariciar, porque é muito carinhoso. Faz ver a muitos que são muito peludos e com cheiro a sovaco, mas vai-se a ver e são uns tristes. Gosto muito do meu Artur e Deus mo conserve assim todo elegante, bem cheiroso e sem peneiras.

«Corremos o risco de na sociedade do futuro sermos recebidos numa casa não por uma família tradicional, onde há homem, mulher e filhos, mas por dois homens ou duas mulheres com crianças?»
curto "sociedade do futuro", é genero futurama, onde existe uma monhé com um olho
duas crianças, um macaco do circo e três grandes babuínos do kilimanjaro
e uma amigdalite com vida! com patinhas e tudo
e uma menina sem vagina (pipi)
e fiambre e queijo fora da tosta mista

e tb tinhas uma mascara de darth vader po cunilingus?
sem peneiras mas caga tremossos :|
infinitivamente trmoços
"volta a portugal" parece uma frase triste
e um piriquito roco
e uma menina sem vagina (pipi)
um futuro negro, sem dúvida :|
e um menino com 6 dedos

e fiambre e queijo fora da tosta mista
eu gostava de ser o deus dos monhés, punha-les logo mais "condição sexual" que eles têm pénis flácidos e cheiram a suor + caril
o deus dos cristaos tem barba, os monhés não usam barba, mas pequenas pinturas na testa
OS MONHES NAO USAM BARBA! isso são os primos deles, os talibans
os talibans são arábicos: mistura de preto com cigano
um monhé é um montinho de merda castanha que ganhou vida por causa do trovão que caíu na lama do jacaré do lago da droga em goa, e depois começaram logo a vender as flores do pantano a quem passava por ali, exemplo: os beatles na india.

pequenos e viris, os chocolates não fazem frente aos pepinos - dizem as mulheres da india.
Caros leitores, se a homosexualidade é algo "Normal", então DEUS cometeu um erro terrível; pois quando criou o Paraíso pôs nele Adão e Eva, ou seja um homem e uma mulher. Ora se a homosexualidade fosse "Normal" teria lá posto Adão e Ivo, não acham? Pela parte que me toca, sendo (HOMEM), gosto muito de Mulheres, mas cada um sabe de si.

... logo leva-me a pensar nisto: o ADÂO COMEU A EVA, tiveram filhos, e os filhos comeram-se entre eles, para procriarem... INCESTO e SEXO entre familiares. WOW! isto está lindo está. A IGREJA é do rock!

o pessoal come-se é todo uns aos outros, e até deviam por animais à confusão. UAU! venha já darwin! troco darwin por 20 monhés
a biblia dá como exemplo da criação da vida: o ... sexo entre familiares, hahahah. E nasceram com 2 cabeças? Não há doenças congénitas quem procria com o mesmo sangue?
curte a lenga lenga, porque fica logo com cio

Portugal é dos países onde se gozam mais dias de férias, segundo um estudo da Aon Consulting. Os dados revelam ainda que as economias mundiais com maiores taxas de crescimento são as que concedem benefícios mais modestos no que respeita ao limite mínimo para gozo de férias. Férias no alentejo dos pédófilos alemães. Férias em sintra nos castelos dos japoneses, onde dão festas onde se come merda. Férias no algarve onde se fode na praia com 20 francesas e 40 inglesas, todas bêbadas. Férias...

a cena eh q o velho testamento eh um monte de textos onde teem la historias roubadas aos sumerios e outros povos influentes na altura do surgimento dessa tribo hebraica. os textos originais faziam sentido.. os hebraicos nao fazem.. pq levaram la o dedo duma tribo maluca, os gays existem precisamente por causa das doenças congénitas por causa da queca intrafamiliar! Mas depois veio o Macário e ficou tudo bem. onde a palavra mulher significa "carregador de buraco".

se os gays é que fodem, as mulheres são o desleixo das prioridades humanas, quem é que quer andar com casulos da vida às costas? Inventou-se a burra, para carregar a cena.

... apesar de haver burras que curtem burras (fufas)
eu acho que as mulheres ficaram com inveja, e começaram a ousar o territorio exclusivo dos homens: a promiscuidade, até com o mesmo sexo! WOW!
já o rei do rock portugues - rui veloso (merdoso) o diz: "não há estrelas no céu" - das duas uma, ou as fufas são produto da libido e inveja perante o homem gay, ou então há ovnis e alienígenas à confusão que criaram a fufa

e uma mãe gostar do filho, e enquanto ele dorme, ela vai lá, na calada, debaixo do cobertor, e ... xupa-la a pixota... ele acorda, ve akilo, tem asco... vomita, xora, foge de casa, e mata-se no comboio de aveiro
curte ter sexo com som de pixies, e uma fufa? som de xutos e pontapés de certeza
... ok, a mãe xupou a pixota ao filho, ele fugiu, a mãe não sabe nada dele, nem chegou à esperma, ficou com fome a senhora, ainda lhe late a veia da jugular a pensar na malha pubica do filho. MAS OS UTENTES DA CP? Jaz agora ali e agora o corpo decepado, amputado e quiçá o crâneo esmagado pelas rodas pesadas do comboio. REPITO: e agora? os utentes vão esperar uma boa meia hora, para que limpem a linha. Detesto stresses destes.

Prefiro Prodigy remixado!

Deus fez o adão e barnabé e o zézé,
foi ter filhos com outro
e a EVA...
dela com quem?
com outro
cal outro?
o proto-adão?
a cobra?
satao

UAU!
deus?

Detesto stresses destes.
sobra sempre para os bombeiros (têm uniformes - outro fétixe sexual)
e mudando de assunto: "Sabem lá o que uma mulher pode dar a outra?!" - afirma em gesto de exuberância uma miuda.
as japunas têm pipis triangulares? os marujos são gays?
mas a alma é mais que um sexo
é verdade! as bananas da madeira não têm que ter nada que ver com o macaco jardim
posters de pornografia não fazem mal, ainda me lembro das ferias na praia, com os pais, e o meu pai batia valentes punhetas no chuveiro com o meu tio, a verem as paxarrecas centrais da revistinha do correio da manha, onde vinha sempre miudas como a super woman.

aliás eu acredito numa teoria do comboio: o meu pai enfiava no meu tio, ele na minha mae, e a minha mae nao sei onde enfiava na minha tia. Onde é que metemos as fufas neste mundo?
o nariz do depardieu é demasiado grande, e depois olha-se para a pila dele... E NAO TEM NADA!
vi em fotos na net e num filme
.. e na tem quase pintelhos é uma desgraça, so pode ser gay, qual é a mulher e/ou fufa que alinha cakilo?

E musica durante o sexo?
assim como nem todos os gajos q curtem de gajas ouvem o mesmo som, nem todas as gajas q curtem de gajas o ouvem..
uma vez chamaram-me a atenção
e depois lá me desenrasquei, ou tentei
o estereotipo eh q as fufas sao bue feias, mas ha fufas giras e porreiritas
e passado uns 30 segundos estava a namoradinha às gargalhadas
pq estava a foder no contratempo

Um recluso do Estabelecimento Prisional de Pinheiro da Cruz, Grândola, foi encontrado morto na sua cela na quarta-feira à tarde, existindo «indícios de crime de homicídio», revelou hoje a Direcção-Geral dos Serviços Prisionais (DGSP).

lá vem a conversa do custume
na volta nao pagou a droga que devia

O homem estava detido há seis anos, depois de ser condenado em cúmulo jurídico a uma pena de 20 anos e cinco meses por furto qualificado, roubo e detenção de arma proibida.

lá inocente era ele. ..

isso eh tipo "mais um miudo tropessou nas escadas da escola hoje a hora de almosso na correria pa cantina"

publicado por Bisbilhoteiro às 16:08
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Agosto de 2005

Sudoeste 2005 [Other]

Sol pó gente
musica muito á frente
a druga está presente
a malta fica contente
este sim, foi diferente !

Saído do "filho da puta do caroxo" e afins, tinha como objectivo espreitar quem estaria a abrir o showcase... e ainda atrás da tenda estava, quando o neuronio 696853136549 comunica ao 856154228878: "isto só pode ser LCD!". E era!!! James e amigos tinham "acabado de começar" aquele que foi um concertos mais memoráveis da minha carreira de frequentador de concertos. Percorreram quase todas as músicas do album, mas ao mesmo tempo não o fizeram, pois ao contrário da maior parte das bandas, em que uns toques diferentes nos arranjos bastam, os LCD deram realmente nova cara ás músicas sem lhes tirar a sua força e sem as tornarem objectos de experimentalismo "live". Uma "daft punk..." acelerada e mais punque logo ao inicio e uma "yeah yeah yeah" em uníssono prolongado resumem um concerto mega-super-hiper-bué-da-fish !!! Abençoado "neo pós-punk"! Uma nota final a propósito dos "amigos do James", foi no concerto que se pode ver que os LCD não são só o James Murphy...

By: Huguini

publicado por Bisbilhoteiro às 16:11
link do post | comentar | favorito

Bugs Bunny


<img src="http://www.jeeze.com/funstuff/cartoonquiz/img/bugs.gif" Um desenho para desanuviar a maldade que anda por aí todos deviam dar nas cenouras tem vitamina faz bem aos Olhos. Plim!


publicado por Bisbilhoteiro às 16:09
link do post | comentar | favorito

As cotas labregas

as cotas labregas: uma loira (a ostentar riqueza mas anda sem cheta) e a ruiva (a ostentar pobreza mas que deve tar cheia dele). as duas a mandar regras da bóbó-NE do que vestir, do que ser... E na promoção dos valores da sociedade e da igualdade, colocam-se submissas perante os caralhos minusculos dos maridos... como escravas, como putas pagas para os servir...

BY: JJJJJJ

publicado por Bisbilhoteiro às 16:07
link do post | comentar | favorito

Sudoeste 2005 [Crítica]

Testículos no espaço diz:
O FESTIVAL COMO FOI? CONTA-ME TUDO


Ok, vou já contar, foi assim...
o Festival foi muito interessante
Havia conas e caralhos
Além de conas e caralhos mais velhos
(PARECE QUASE UMA FRASE INSTITUCIONAL)
mas sinceramente, eram conas e caralhos na sua maioria, novinhos
O festival não foi instuticional, tal a droga e pessoas feias (aquelas com tranças, de alcunha "frikis", que cheiram mal a 20 metros, com os seus cães com pulgas)

Havia três palcos, e todos passavam música ao mesmo tempo, o que originou sinergias no público, os rebanhos deslocavam-se aos circulos, à procura do palco perfeito

O parque de campismo onde fiquei era calminho, fica no Carvalhal, fiquei com uns vizinhos do norte, o que foi mau, porque normalmente (e aconteceu mais uma vez), as gentes do porto, dizem "foda-se", "caralho", "filho da puta", e "caralho" com força, em cada frase que dizem
Era como viver num iglô com som estereo, e de x em x tempos ouvias os anormais, com as suas histórias de tunning, e de foder gajas, e som metaleiro do filho da putissima.
(MAS AS HISTÓRIAS DE TUNING... NÃO HÁ PACHORRA)

Era apesar de tudo um parque de campismo agradavel, pois a minha tenda estava no cimo dum monte, e projectava-se para o mar, e tinha arvores de grande porte à volta, e ao final do dia ouviam-se os passarinhos a regressar ao ninho. Muito histéricos... E por vezes, abafavam os impropérios das gentes do norte.

As histórias do Tunning não há pachorra!!! O pior, é que eles eram uma praga, uns 10-15 anormais e anormálas, onde eu ia, havia sempre resquícios, ora na casa de banho, onde descreviam como cagavam - falvam dum cagatório para o outro - acho que iam aos pares cagar. Falavam e descreviam como era cagar, eu cheguei a ouvir: "Isto não sai" - e outro: "O meu parece um sunday".
(É ANTOLÓGICO. ALÉM DISSO NADA MELHOR DO QUE ISSO PARA DESCREVER UM SUNDAY)

Ou quando ia tomar banho, eles cantavam merdas popularuxas, género letras miudinhas que não há pachorra, dos GNR e até "não há estrelas no céu" - O efeito devastador de tanta grunhice, deu comigo a emborrachar-me sempre que podia. E até na esplanada dava com eles, a compararem as unhas dos pés!
foi super divertido tanta fauna miserável

No primeiro dia comi enlatados, no segundo dia comi enlatados, só mais tarde descubri que se podia comer no recindo do festival (tinha lá pachorra monetária para gajastar em comida, sólidos não dão BROA como o alcool), e no ultimo dia, descubri os supermercados - autêntica maneira de poupar dinheiro! Eu e milhares de pessoas pobres e feias a comprar milhares de merdinhas. E era fazer sandes, e beber água, e enfardar pipocas que eram à borla.

NEM TUDO É MAU OU INSIPIENTE.. como um filme de Almodovar, ou o cheiro da sardinha do outro lado dum muro que não se consegue saltar.

Havia coisas engraçadas, passei o tempo a tirar fotos aos zombies: putos imberbes em coma alcoolica perdidos nas valetas do recinto. E ver os holandeses da holanda que não falavam puto inglês, a dançarem "Maria Albertina" a música do camané e trupe de xulos da bixa punk de tras-os-montes que foi foder e foder e foder para Nova Iorque.

Concerto, deixa ver concertos. Concerto houve muitos, como muito pó, e muito dinheiro mal gasto, na ânsia de beber litradas, gastei 50 euros por dia em alcool - estimativa por alto. (i just admit)

O melhor, foi sem dúvida alguma o Showcase da DFA, com o gordo dos LCD Soundsytem a partir as mamas todas ao pessoal, foi qualquer coisa que me fez ir mamar a virgem maria lá acima, e foram só 40 minutos de puro delírio. O tema... foram alguns, mas a destacar o canibalismo verbal do gordo e também da audiência no "YEAH YEAH YEAH"

Do mais brutal que vi alguma vez, qualquer coisa como a energia delirante duns Prodigy em 95, mas muito mais debitada pela plateia. Espasmos foi isso que me entrou pela coluna abaixo.

Mais... A gaja dos LAMB a cantar a solo, foi estridente, feminino, potente, delirante, intenso, um momento mágico.

A Peaches sacana macha como sempre, a fazer os cotas de bigodaça farfalhuda e chapeus do benfica e barriga de cerveja, e pilas-pequenas-pais de 3 filhas gordas lá na aldeia, os cotas passaram-se, era vê-los a masturbarem-se às escondidas, com a PEACHES, foi engraçado, mas tive que dividir o meu tempo com os UNDERWORLD.

Muito pó e bater do pé nos Underworld, foi giro, mas já estava bêbado e queria ainda foder, tinha que decidir onde disperar as ultimas energias, e nisso temos que utilizar a melhor gestão do mundo... Regressei ao parque.
E FODEMOS ENQUANTO O ÁLCOOL SE DISSIPAVA E OS ÚLTIMOS SONS DOS UNDERWORLD SE ESVANECIAM NO AR. POÉTICO SIM.

Pimba pimba pimba. Depois ronquei. E no outro dia, eram 9 da matina e praia! Este ano não fiz amigos frikis. Notar que não fiz nudismo integralmente, mas algo estava para vir...
Sim ouviam-se os underworld ou fat boy slim e rasgos de luz lá ao fundo a 20 kms de nós, enquanto fodiamos.

O que estava para vir, foi no outro dia, fomos para a praia Vale dos Homens, ou algo assim, com 285 escadinhas, contou alto um cota com a familia de clones franceses, e registei.

A placa ao final das escadas, dizia a letras gigantes: "PROIBIDO FAZER NUDISMO" - ora foda-se! Tanta escadinha e agora não posso dar de comer à minha pila gigante!!! E fiquei meio amuado. Percorri o meu cérebro à procura da acção certa. Enquanto continuava a andar, caminhei por uma praia meio deserta, com muita mulher gorda (são sempre gordas ou esganiçadas) a mostrarem as tetinhas.

Acabamos por encontrar umas rochas altas, e tinham que ser contornadas pelo mar, lá fomos nós por entre os caminhos que o senhor fez para os castores, a água espumosa ainda me tentou abalroar, mas eu de cenas na mão não me deixei cair e segui com fortes pisadas o compromisso que tinha com a vida: Mostrar a pilar.
Testículos no espaço diz:

APESAR DA MINHA PILA NÂO TER NADA PARA VER. (ou não)

... Eu sei, mas é giro repensar a pila como um instrumento de acrescento ao ego

tavam lá umas cotas tias da aldeia
DE MAMAS A ARRAASTAR PELO CHÃO
a mais loiraça, cabelos descarnados à pazada, género descolorado da cor dos ossos, estava a mostrar os bimbims (TETAS)

a amiga da tia, era uma tia muito menos pertinente, não ostentava nem 10% da quinquilharia de ouro falso da outra, e era mais feia - MUITO MAIS FEIA.
Tinha cabelos à Marco Paulo - antes das velhas da aldeia suspeitarem que ele tinha relações anais com o Manager de rabo de cavalo, lá para os anos 80

E faziam caracois na testa, não sei se era devido ao suor da kenga, ou do bronzeador baratuxo com o qual tinha enjavardado o corpo.

E TINHA BOCADINHOS DE AREIA AGARRADOS AOS LÁBIOS DA XOXA? NÃO REPARAREI...
O GRÃO DE AREIA IMPERTINENTE TEIMOU EM PENETRAR NOS LÁBIOS VELHOS E RESSEQUIDOS... se calhar...
E ELA COÇOU COÇOU COÇOU COÇOU ATÉ TER UM ORGAMOS SALGADO COMO OO MAR... talvez...

Tinha aquela merda que as velhas usam, um biquini com cores menstruais com vermelhos e rosas e algum azul estampado, acho que os azuis estavam à altura da paxaxa recondita, estirada com os labios murxos com cor de sangue preso, assim pro azulado, talvez daí o azulado.
Estavam as duas, uma virada para a outra, ia jurar que estavam a cozer, a malhar, a fazer uma malha, ou lá como se diz. Mas o provável é que estavam a dizer mal da vida, ou a comparar os quilates que a tia da aldeia descolorada tinha num dedo da mão, ou então... A comparar a pertinência péniana dos maridos.

NÃO REPAREI DEMASIADO NOS ENTREFOLHOS

Se é bom, se é mau, se comem o cú e a cona, qual é a melhor posição. Mas não vi qualquer vestígio de alcool. Os casais modernos das aldeias, precisam sempre de digestivos, e de pelos menos uma semana em comunidade mais ou menos hippie, para se começaram a "destapar", e a falar dessas intimidades.

NÂO FIQUEI INTIMIDADO EM MOSTRAR A PILA, PORQUE A MINHA PILA BATE UNS QUILATES DE OURO

Ok, é uma realidade, mais tarde ou mais cedo, tou a ver o swing a acontecer. Aposto tudo na puta recalcada, a mais feia, a fazer a folha à tia descolorada. Aposto que foi esla que começou ou vai começar com a conversa: "PERFORMANCES SEXUAIS DOS MARIDOS"

E COMO ELES PÕEM OS DEDOS NAS CONAS DELA EM JEITO DESAJEITADO E TOSCO, ENQUANTO UMA MOSTRA *A OUTRA COMO FAZER O CUNT FINGERING DE JEITO

Não tive qualquer problema, em descartar a roupa e por-me ao léu. Pila para fora, desenrolar os pintelhos, olhar para o céu, fazer assim e assado com os braços, antigamente ainda me dava ao "luxo" de espalhar os pintelhos, para que ocupassem uma zona maior. Mas porquê? Era tão estupido. Já vi filmes porno, cos gajos têm poucos pintelhos e são viris na mesma.
Elas estava para aí a menos de 5 metros, e eu estava encostado ao encarpado escuro da encosta, naquela zona muito intima da praia, pois só havia mais um casal, um gajo meio definido com a sua gaja meio definida, notar que o gajo tinha daquelas mangueiras "à preto" que quase tocam no chão. Gostei foi do comentário de alguém: "Aquilo é grande sim senhor, mas depois não enche

"tem que se estar sempre a encher, fica mole e não fode nada de jeito." - E fiquei, ou ganhei mais um pouco de ego.

SIM, É VERDADE. SE ENCHESSE, DESMAIAVA COM FALTA DE SANGUE NO CÉREBRO. MAS EM RELAÇÃO AOS PINTELHOS, GOSTO DE UMA PINTELHEIRAS BONITA. RAPADA PERDE QUALQUER COISA. UMA DIGNIDADE ESTRANHA, UM ACONCHEGO
E FALTA À CARA UMA PINTELHEIRA ONDE FARFALHAR....

é verdade, mas estava com sorte, nesse preâmbulo de pensamento, só sabia uma coisa, e era a melhor coisa no momento: tinha rapado a pintelheira à muitos meses, e onde eram só pintelhos a crescer, agora era um campo vigoroso de pintelhos fortes, sadios e cheios de vontade de triunfar.

Depois fomos para longe, apanhar o mar, e pintar mais sois na terra, aquecer os pés que por cá andam, e por fim, um cemitério de carros cobridos por esperma resequida da terra em pó, e era imaginar latas de chocolate, de quando era puto. E foi dança, e foi contornar seres bebados, e miudas que tiravam fotos em grupo com os seus olhares de 65 euros o preço do bilhete em bico, dentes brancos, drogados a tentar roubar miudos com pouco cerebro, pouco cerebro, pouco cerebro, pouca terra, puu puu.

Dinosaur Jr, velho cansado
carcaça gorda
fétida de camisola listada
com preço
já morto
não sabe falar
intimida-se com o bafo
e era vê-los os punks velhos
da outra geração
a que presume que sabe tudo
mas não tem oratória para tal
gostam de improvisar diálogos com logismos
e palavras francamente, logicamente, estupidamente
e vozinha e guitarra
e pessoal que imagina guitarras
mas nunca tocaram numa
fétidos estupidos
na sua graça graçola
só em mais projecção continua
do sermão continuo
afinal têm que haver otários
para parasitar
para ter o tal espaço
que eles não vêm
e antes tinham ido em massa
para o poço da paeira
morrer todos
ao somzinho quadrado igual
duns oasis de pitazinha gruppie
os couros, os coros
as pitas de 13 com os seus labios pintados
naquelas noites de pós
um pouco mais e parecia
a parte detras duma rua qualquer
numa cidade grande
com putas de verdade
e chuva de mortos na rua.
Dioxido em pó
duns mortos que eram parta da minha infancia
dinosauros mortos
a banda ao lado
noise conspiracy qualquer coisa
eram todos putos aos saltos
autenticos michaeles jacksons de circo
letras do faci
movimentos do dificel
interessante a dança notória com o mic
a performance cénica para lá do muito bom.

E rodeei-me de pessoas, e deixe-me ir
para desaparecer numa auto-estrada
onde paguei 9.60 de portagem
filhos da puta.

E os filhos da puta dos fischerspooner cancelaram!! deviam era de levar com um pau de sebo pelo cu acima!
Não tinham os cenários em Portugal a tempo e horas.
Eles são muito sensiveis com os seus cenários.
Há musica que não funciona com cenários... NOT.
Os cenários são importantes, é como as mamas
senão fossem as mamas
a madonna nao vendia
nem a puta da clone a britinha. PAH!

Pró ano à mais.

publicado por Bisbilhoteiro às 16:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Nunca fui a um festival de verão

Senhores, sinto-me infeliz. É que me sinto diferente dos outros, sinto-me aparte dos meus amigos. É que... como explicar... É tão dificl dizer, mas aqui vai: nunca fui a um festival de verão.
Nunca experimentei o perfume matinal a essencia de peugo, vomito, comida e merda vinda das casas de banho moveis, Nunca tive de usar as maos para limpar o restinho de merda do rabo, nunca entrei no nevoeiro que nasce de algumas tendas (qual cenário de selva, com tambores a tocar ao fundo). Nunca fiquei à espera de um concerto durante 1h nem aturei o Sérgio godinho todos os anos no Avante, nem nunca toquei jambé no Sudoeste, nunca fui selvaticamente picado por mosquitos, nunca comi comida para cão, nunca caguei no mato ou dentro da tenda do vizinho, nunca pisei 30 poias de cão em menos de 24h, nunca respirei pó ao som dos Queen of the Stone Age, nunca fui abanar a cabeça para as tendas electro nem tomei banho com mais 5 gajos no mesmo chuveiro. Nunca fui a um festival de verão e sofro por isso.

publicado por Bisbilhoteiro às 15:53
link do post | comentar | favorito

Música de Verão

LETRA - LYRIC

O meu pénis está de baixa
E vi numa camisola
que a Barbie é uma puta
E eles dizem que não
é tudo ilusão

Marketing sacana
chulagem de Bel-Hair
Porque nós não vamos à igreja
pensamos que é tudo gay
e damos por nós no espaço
num nudismo com shampoo

Corremos pela praia
com pescadores maus
a gritarem conosco
que é proibido pilar
E fujimos de foguetão

Estou molhado
no deserto da esperança
quero uma sandes mista
que custa como o caraças
o tempo já chegou
para dar a melhor foda
o vizinho não sabe da vizinha
paga a fiança
sais amanhâ

É bonito voltar ao sol
como é que posso dormir numa cama
quando lá fora está a esperança
e milhares de gatinhas
com as suas coninhas
miau miau miau

E faço-me seguir por cartões de natal
com campas redondas de pedra cara
todas bonitas
e nem pagaram renda
porque no meu quintal
enterro toda a gente que não me faz oral

O tempo já chegou
e pertence a todos nós
dá cá a felicidade
vamos vender a maldade ao zé
o zé bigodes, o zé anormaloides
a presunção do rambo gatuno bandido
só me faz comichão
coça-me o ânus.

O tempo já chegou
é este o caminho para o céu
a jogar dardos a acertar em mamas de holandesas
bate palmas
chama a tua mãe
dá-lhe a mão
e conta-lhe segredos dos pubicos
que comias aqui e ali
vamos ao rio nilo
onde há pontes por cima dos crocodilos
vamos entesar a virgem maria
olhando para o céu do nilo
no deserto de areia
há estrelinhas
que se por lá continuares
vais lá ter.

publicado por Bisbilhoteiro às 14:35
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 1 de Agosto de 2005

Myiu - chapter III

Apeou-se com dois sacos de super-mercado cheios de alface, cenouras e alho francês, e uma mala grande que a acompanhava para todo o lado, onde guardava cuidadosamente a roupa que escolhera para o seu funeral.

Ao som do apito, voltou-se para o combóio, e encarou Myiu pela última vez. Este acenava sorridente por trás da janela.
As lágrimas varreram-lhe o rosto até ao queixo, de onde se desprendiam e se lançavam numa queda desenfriada até ao chão.
Myiu sorria muito do outro lado...

Ao ritmo lento da marcha do combóio, mais lágrimas jorraram dos pequenos olhos da velhota enquanto Myiu partia, e com ele um sorriso.
Myiu não parou de sorrir até deixar de se ver...
Já o combóio dobrava a curva lá ao fundo, virou as costas à linha, pegou nos sacos e foi para casa. A sua casa ficava a cerca de 1,5 Km dali, e não valia a pena pagar um taxi.

Caminhou longos minutos debaixo do sol escaldante das três da tarde.
Caminhou só.
Os sacos pesavam-lhe cada vez mais nos braços e andava devagar. A última lágrima secava rapidamente na sua face e deu lugar a uma gota de suor que deslizou até ao queixo e se desprendeu, lançando-se numa queda desenfriada até ao chão.


publicado por Bisbilhoteiro às 02:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.pesquisar na Vaca

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Katya Da Bimba

. Dicionário Japonês

. Blowtime

. Conversas com o Doctor Ho...

. Passion Pit: Manners

. Um asno sem sentido único...

. Relembrar a PAM#7

. Relembrar a PAM#6

. Relembrar a PAM#5

. Relembrar a PAM#4

. Youtube fuck off

. Relembrar a PAM#3

. A Vaca é Moral

. Conversas com o Doctor Ho...

. Paulo Pedroso chupa-me o ...

. FC PORCO é campeãum...

. História com continuação

. Ryu paneleira da praça

. Roisin Murphy para vocês ...

. Satanás Loves Padre Pedóf...

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

SAPO Blogs

.subscrever feeds